K-Pop no Brasil: “Essa onda está alcançando oceanos de distância”

No texto de hoje, a Carol Steinert falou sobre a recepção do K-Pop no Brasil. Vem conferir!

K-Pop no Brasil: vários grupos de K-Pop reunidos em uma montagem
O K-Pop no Brasil tem ganhado cada vez mais espaço! Montagem: Pérola Stein. Fotos: www.allkpop.com e www.geek.antenado.com

O K-Pop no Brasil tem ganhado cada vez mais espaço! Os fãs movimentam muuuito as redes sociais e marcam presença nos shows que os grupos coreanos fazem por aqui! Parece que a onda Hallyu está realmente tomando conta do país e contagiando cada vez mais pessoas! No texto de hoje, a Carol Steinert fala um pouco sobre o hit Gangman Style e a reação e recepção do público brasileiro aos artistas pop da Coreia do Sul! Vem conferir!

Bom, galera, como vocês viram no primeiro textinho pra todateen, o K-Pop é muito mais do que alguns coreanos dançando, certo? Então, gostaria de falar um pouco para vocês sobre como a onda Hallyu está alcançando oceanos de distância e chegando até nós, aqui no Brasil.

Desde o lançamento do mega hit ‘Gangnam Style’ em julho de 2012, programas de rádio, tevê, youtubers, e diversos meios de comunicação usaram e abusaram da música animada e divertida no ‘estilo de Gangnam’ do cantor Psy, da YG Company.  Esta também é a empresa de artistas como BIGBANG, iKON e a rapper CL, que se apresentou no encerramento dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, em PyeongChang, junto do grupo da SM Entertainment, EXO.

Após o sucesso de Psy no Brasil, diversos grupos começaram a vir receber um pouco do calor brasileiro, assim como BTS. Esse grupo já ganhou diversos prêmios mundo afora, incluindo o Top Social Artist pela Billboard em 2017, onde se apresentaram com a música DNA. Além deles, 24K, K.A.R.D, B.I.G, MASC, Boyfriend, VAV, Dreamcatcher, SHINee, MBLAQ, B.A.P, Infinite, A.C.E, e MVP também já estiveram no Brasil! Sem falar no BLANC7, que esteve por aqui duas vezes só em 2017!

Apesar do crescimento alto nos últimos anos, não é de hoje que o Brasil demonstra grande interesse por esta onda Hallyu. Através da grande movimentação em redes sociais como Facebook, Instagram, YouTube e, principalmente, Twitter, os fãs criam hashtags, eventos, grupos e até  mutirões de likes e views, representando o país e demonstrando que o amor de fã pode cruzar qualquer distância que precise ser enfrentada para conhecer os k-idols tão queridos pelos kpoppers!

Fiquem ligados que no próximo textinho do blog vou falar um pouco mais sobre como funciona um show de K-Pop, um fansign e um fanmeeting para você que ainda não teve a oportunidade de estar em um!

Annyeong!

K-Pop no Brasil: Carol Steinert usando fone de ouvido

A Carol sabe tudo sobre K-Pop e faz textos top pro nosso blog! Foto: Arquivo pessoal, Montagem: Fernanda Yamazato

E aí, miga, gostou do texto da Carol sobre K-Pop no Brasil? Aproveita e faz esse teste:

 

Os comentários estão desativados.

Próxima notícia