Dilema: é possível perdoar uma traição?

Saiba como lidar com essa situação

perdoar traição
Foto: iStock

Todo mundo se lembra de quando Kristen Stewart traiu Robert Pattinson, foi pega no flagra, se retratou e, tempos depois, acabou voltando com o gato, que a perdoou. Também teve o caso de Beyoncé, que foi traída por Jay-Z mas acabou perdoando o marido e escrevendo o álbum Lemonade, inspirado em tudo o que rolou. Mas e você? É capaz de perdoar traição?

Imagem relacionada

No clipe de Sorry, Bey fala sobre uma tal de “Becky do cabelo bom”, com quem Jay-Z teria se relacionado

Esse tipo de situação sempre traz tristezas, independente da posição que você ocupa, a de traído ou traidor. Ela causa desconfiança, baixa autoestima e decepção. Além disso, decidir o que fazer com o relacionamento depois de uma traição é outro dilema. É difícil perdoar, mas também é difícil terminar o namoro com alguém que você ama.

A descoberta

Existem três tipos de descoberta de traição. A primeira é quando a própria pessoa que cometeu o deslize conta o que aconteceu, desculpando-se e pedindo uma nova chance, ou terminando de vez o namoro. A segunda abala mais a confiança: a pessoa traída passa a desconfiar e investigar até descobrir a traição. Já a terceira, talvez seja a pior de todas. É quando outras pessoas que sabem da traição acabam contando e alertando a pessoa que está sendo traída, que acaba passando por um constrangimento diante de todo mundo, o que é bem chato.

Entender a diferença dessas três situações é essencial na hora de ponderar a situação e tomar uma decisão sobre conseguir perdoar traição ou não. Se a pessoa revelou que traiu e se mostra arrependida, isso quer dizer que ela ainda te ama e se preocupa com a honestidade nesta relação. Aqui, as chances de o acontecido ter sido apenas um deslize e de a pessoa não repetir a traição, são maiores.

Agora, se a pessoa omitiu a traição, rola um lance de desonestidade com você. Avalie qual a reação dela ao saber que você descobriu tudo e se ela realmente se arrepende do que fez e ainda te ama, ou se o comportamento dela foi porque ela não se importa com os seus sentimentos. Se todo mundo sabia, menos você, é ainda mais preocupante, porque demostra que ele sequer se importou com o constrangimento que você passaria e com o fato de estar fazendo algo errado. Leve tudo isso em conta na hora de decidir a atitude a ser tomada.

Diálogo é tudo

Entender o que causou a traição pode ser a grande chave para decidir terminar ou não esse relacionamento. Ele não te ama mais? Se apaixonou por outra pessoa? Cometeu um deslize em uma festa? Foi apenas uma vez? Todas essas questões devem ser conversadas entre vocês, com calma e sinceridade. “Primeiro, é importante se perguntar se é um relacionamento que valha estar junto”, comenta a psicóloga Lia Clerot.

Resultado de imagem para gif conversation

“As coisas estão realmente esquisitas”

“Passar por uma traição é uma quebra de confiança. Quem foi traído precisa superar, se quiser voltar ao namoro. Isso também é importante para que a relação volte a ser saudável. Não adianta ficar com uma pessoa em quem você não confia, né?! Antes de tomar qualquer decisão,  a pessoa precisa se perguntar se ainda existe amor, empatia, carinho, e o principal, respeito. Se a resposta for sim, vale a pena virar a página e continuar o relacionamento. Mas tem que ser algo recíproco. Caso contrário, é melhor partir para outra”, acrescenta a especialista.

Opinião demais pode atrapalhar

É legal ouvir a opinião das suas amigas, principalmente se elas conhecem o boy de perto e repararam no comportamento dele. Mas, lembre-se: apenas o casal é capaz de saber exatamente qual foi a sucessão de fatos que levou à traição e qual é a realidade do relacionamento. Por isso, para não tomar nenhuma atitude errada, o momento é de ouvir mas ao mesmo tempo se manter afastada das opiniões alheias, pensando com clareza.

Tente entender se o que a sua BFF disse tem lógica real e avalie se você concorda com isso, ou não. Afinal, muitas vezes quem está de fora vê com mais clareza situações abusivas, mas, por outro lado, é normal sua amiga ficar mega brava com o cara que te fez chorar. Isso pode acabar, por melhor que sejam as intenções dela, te deixando ainda mais confusa. Nesse momento só você saberá o que é melhor.

Resultado de imagem para gif i need to my life

“Como a minha vida chegou a esse ponto?”.

Deixar o passado no passado é essencial

Depois de avaliar toda a situação, é hora de colocar na balança os motivos, o que vocês já passaram juntos e a sinceridade que você vê – ou deixa de ver – no pedido de reconciliação (se é que ele existe). Se achar que vale a pena tentar, deixe o passado para trás e siga em frente. Só tome cuidado para não tentar tapar o sol com a peneira se perceber que a relação está condenada. Apenas o seu amor pode não ser capaz de fazer ele mudar, ok?

Além disso, se você resolveu voltar, não adianta relembrar a traição a cada briguinha ou ficar morrendo por dentro de tanta insegurança. Perdoar traição é começar do zero! Não tenha pressa para reatar o namoro, mas depois que o fizer, faça questão de esquecer o que passou, se não, o relacionamento vai ficar estagnado e só vai te causar mais dor ao longo do tempo.

A psicóloga Lia acrescente ainda que, mesmo se você decidir por um ponto final na relação, é importante perdoar traição. “Às vezes passamos por determinadas situações que geram sentimentos de ira, raiva, tristeza, ressentimento, angústia. O perdão vem para tirar esses sentimentos”, comenta. Afinal, isso só faz mal para você mesma, né? Bola pra frente!

Imagem relacionada

Como aprendemos em Rei Leão: “Oh, sim, o passado pode machucar. Mas com a forma como você o vê, você pode fugir dele ou aprender com ele”

Falando em perdoar traição, veja como cada signo lida com a situação:

E aí, você acha que consegue perdoar traição ou não? Conta pra gente nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Próxima notícia